Blog

A arte de dar limites – Workshop

29 de setembro de 2014 at 15h36 / by

Quando minha filha mais velha (hoje com 5 anos), aos 11 meses de idade, me deu um tapa na cara pela primeira vez, fiquei absolutamente sem ação e sem saber o que fazer: colocar de castigo? Mudar de assunto? Ignorar?

Dar limites é das tarefas mais difíceis no dia a dia com crianças. Criança pequena desafia, testa e muitas vezes manipula os adultos, e a maioria deles não sabe como lidar com isso.

Muitos acabam delegando à escola esse papel. Para Dr. Luiz Alberto Hanns  (doutor em Psicologia Clínica que atende e orienta pais em consultório), apenas os pais têm força moral, presença e amor para criar e educar os filhos.

A escola é sim um importante coadjuvante, mas não tem como substituir a família na tarefa de educa-los para terem atitudes adequadas perante a vida.

Muita gente, diante de chiliques, birras, crises de choro (situações quase sempre embaraçosas), acredita que “ignorar” pode funcionar.

De fato, ignorando você elimina a atenção, a plateia de que aquela criança precisa e sim, pode até funcionar em determinados casos. Mas você vai precisar de nervos de aço, porque esse processo pode e tende a demorar muito.

Aprender a dialogar, criando uma “voz de comando” é essencial. Dialogando você consegue compreender a criança. Mas o diálogo é também uma poderosa ferramenta para conscientizar e nesse sentido, um excelente modo de dar limites pela persuasão.

Segundo Dr. Hanns, os pais devem ter “tolerância zero” com três tipos de comportamento: os que oferecem perigo à integridade física; os que criam maus hábitos que serão prejudiciais aos filhos ao longo da vida, e as transgressões à ética e ao respeito.

Hoje, já no terceiro filho, ainda tenho dúvidas em relação ao que fazer diante de certas situações no dia-a-dia. Mas certamente, conversar com outros pais e pessoas especializadas no assunto, me ajudaram muito a escolher alguns caminhos.
Se pra você, este é um assunto importante ou se você tem dúvidas de como e o que fazer, venha participar deste Workshop sobre Limites.

Tags

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment

 

— required *

— required *