Blog

Devagar e sempre

22 de julho de 2015 at 12h31 / by

Criança precisa de pouco, cada dia me convenço mais disso. Quem acha que sempre precisa um pouquinho mais somos nós os adultos.
Ainda bem, tenho visto, cada vez mais movimentos em prol da desaceleração das crianças. Atividades e propostas que valorizam a natureza e o brincar. Dia 28/05 foi lançado o filme de Renata Meirelles, “Território do Brincar”. Se você ainda não viu, vale muito a pena ver. O filme com certeza trará lembranças da sua infância, da criança que foi um dia e nos faz refletir sobre as brincadeiras de atualmente.

Agora em maio, num domingo, aconteceu no parque Burle Marx em SP, mais uma edição do evento SlowKids. Pelo número de pessoas que participou, da pra ver que a qualidade de vida que estamos oferecendo às nossas crianças tem sido motivo de mais e mais preocupação para os pais. O Slowkids (http://alana.org.br/project/slow-kids/) é um dos projetos do Instituto Alana que defende a desaceleração da rotina da criança e a valorização do tempo livre na infância.
As crianças hoje em dia acabam envolvidas na rotina dos pais que vivem correndo, com pressa. Estão sobrecarregadas de atividades e informações desde muito cedo. A tecnologia também acaba bombardeando a todos nós e os pequenos também. Joguinhos, eletrônicos, tablets e smartphones . Estímulo e mais estímulo.

Descobri recentemente um livro muito interessante: O livro sem figuras – B.J. Novak. Mais um exemplo. Quanto estímulo uma criança precisa? Na maioria das vezes quanto mais espaço a gente dá pra criança imaginar, criar, mais longe ela vai. Menos recursos estimula e provoca a criança a criar seus próprios.
Alice (4) começou a ler o livro antes de dormir, sob protestos. Por insistência minha, me permitiu avançar um pouco e depois de 4 páginas no máximo já estava completamente envolvida. Tanto ela quanto a irmã agora pedem pra repetir o livro antes de dormir.

O livro sem figuras

O livro sem figuras

No Slow Kids, há uma feira de troca de brinquedos. Também sob protestos, as duas, Alice e Olivia (6) saíram de casa carregando cada uma sua sacolinha com três brinquedos que não brincam mais.
A troca acontece de criança para criança e elas se arrumam perfeitamente bem. No final do dia, a boneca trocada pela Olivia, foi a sensação (dos três! Inclusive do Joao que tem 3 anos). Perguntei para elas o que mais tinham gostado e as duas unânimes: de trocar brinquedo! E você pensa que era uma American Girl?? Não… Foi batizada de Julia e posto a foto da beleza que é Julia para que se constate: menos, definitivamente é mais!

Qualquer semelhança é mera coincidência

Qualquer semelhança é mera coincidência

Tags

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment

 

— required *

— required *